BOLSONARO x LULA: PESQUISA REVELA REVIRAVOLTA APÓS SAIDA DE DORIA

Nova pesquisa Datafolha divulgada no fim da tarde desta quinta-feira (26/5) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem 48% das intenções de voto. O atual presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), tem 27%. Ciro Gomes (PDT) aparece com 7%.

O ex-presidente abriu 21 pontos percentuais de vantagem sobre Bolsonaro na primeira pesquisa sem o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) e sem o ex-juiz e ex-ministro de Bolsonaro Sergio Moro (União Brasil).

Em março, na última pesquisa nacional divulgada pelo Datafolha, o ex-presidente aparecia com 43% das intenções de voto, enquanto o atual chefe do Executivo federal registrava 26%.

Sem os brancos e nulos, Lula tem 54% dos votos válidos, o que seria suficiente para uma vitória em primeiro turno. Bolsonaro, por sua vez, registra 30%.

Após os três primeiros, surgem André Janones (Avante) e Simone Tebet (MDB), com 2%; Pablo Marçal (Pros) e Vera Lúcia (PSTU) tiveram 1% das intenções de votos dos entrevistados.

Os candidatos Luciano Bivar (União Brasil), Felipe d’Avila (Novo), Eymael (DC), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP) e General Santos Cruz (Podemos) não pontuaram.

SIGA-NOS  google news siga-nosgoogle news siga-nos

O levantamento foi contratado pelo jornal Folha de S.Paulo e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-05166/2022. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Pesquisa espontânea

Lula teve o melhor desempenho na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apresentados. O petista alcançou 38% das intenções, contra 30% do registrado em março.

Bolsonaro caiu um ponto, de 23% em março para 22% agora. Os brasileiros indecisos, que ainda não escolheram candidato, somam 29%. Ciro Gomes foi citado de forma espontânea por 2% dos entrevistados e Tebet por 1%.

Segundo turno

A nova pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta aponta uma maior distância entre o ex-presidente Lula e Bolsonaro em um possível segundo turno nas eleições 2022.

Segundo o levantamento, o petista tem 58% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro está com 33%. Lula cresceu três pontos percentuais em relação à última pesquisa, realizada em março, enquanto o atual presidente da República caiu um ponto percentual.

Brancos e nulos caíram de 10% para 8% e o índice dos que não sabem em quem votariam permanece o mesmo: 1%.

O levantamento foi feito com 2.556 entrevistados acima de 16 anos, em 181 municípios de todos os estados brasileiros. A pesquisa foi realizada entre essa quarta-feira (25/5) e esta quinta.

É a primeira pesquisa após as desistências do ex-juiz Sergio Moro, em abril, e do pré-candidato do PSDB João Doria. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Outros cenários

Em um segundo turno disputado entre o candidato do PDT, Ciro Gomes, e Jair Bolsonaro, o pedetista venceria com 52% das intenções de voto, contra 36% do atual presidente. Brancos e nulos são 10% e indecisos são 1%.

Na disputa entre Lula e Ciro, a vitória seria do petista, com 55% das intenções de voto. O pedetista, por sua vez, tem 29%. Brancos e nulos são 17%, indecisos permanecem 1%.

Rejeição

Segundo a pesquisa Datafolha Bolsonaro segue como o candidato com maior índice de rejeição: entre os eleitores consultados, 54% afirmaram que não votariam nele de jeito nenhum. Na pesquisa feita em março, o valor era semelhante, com 55%.

O índice de rejeição está ligado, de acordo com o instituto, com o quão conhecido são os candidatos. Dessa forma, o segundo com maior rejeição é Lula, com 33%. O novo valor representa queda de quatro pontos percentuais na rejeição do petista, que tinha 37% no último levantamento.

O terceiro mais rejeitado é o desistente João Doria (PSDB), com 23%. Já 19% dos eleitores não votariam em Ciro Gomes (PDT).

O quinto na lista de rejeição é o General Santos Cruz (Podemos), com 11%. Luciano Bivar (União Brasil), Eymael (Democracia Cristã) e Vera Lúcia (PSTU) têm 10% de rejeição.

No índice de 9% estão Simone Tebet (MDB), André Janones (Avante), Pablo Marçal (Pros) e Felipe d’Avila (Novo).

Por último, com 8% de rejeição, estão Leonardo Péricles (UP) e Sofia Manzano (PCB).

Compartilhe isso:

TV MRNews Não perca também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.