Infectologista alerta sobre vacinação e medidas de prevenção – Notícia de Limeira – JORNAL DE LIMEIRA

Compartilhe

 A especialista faz um alerta para que população tome todas as doses da vacina contra a covid-19

 O aumento dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) preocupa a infectologista da Unimed Limeira, dra. Maria Beatriz Bonin Caraccio. A especialista faz um alerta para que a população continue usando máscara e tomando todas as medidas de proteção que foram adotadas nos dois últimos anos, além de tomar todas as doses da vacina contra a covid-19.

 A procura pelo Pronto Atendimento do Hospital Unimed Limeira triplicou nas últimas semanas. A médica destaca que essa demanda maior também está sendo registrada em toda a região em hospitais públicos e privados.

 “No inverno as pessoas arejam menos os ambientes por conta da queda de temperatura, o que facilita a transmissão. É mais comum aspergirem gotículas e secreções respiratórias que contaminam superfícies onde as pessoas tocam”, explica a infectologista.

 O uso de máscara em ambiente fechado e lavar frequentemente as mãos são apontadas como medidas eficientes. “Essas atitudes foram flexibilizadas pela população e a transmissão aumentou. Não podemos relaxar e todo cuidado deve ser mantido”, ressalta dra. Maria Beatriz.

 Outra orientação da médica infectologista é para que as pessoas que estiverem com sintomas de doenças respiratórias evitem contato com familiares, amigos ou grupo de convívio. “Um trabalhador, por exemplo, deve procurar a medicina do trabalho e avisar, caso esteja com suspeita. Essa atitude diminui a taxa de transmissão”.

 A especialista também faz um alerta para que população tome todas as doses da vacina contra a covid-19, que é eficiente e evita os casos mais graves da doença que levam o doente a óbito.

 Dados:

 O Boletim InfoGripe da Fiocruz divulgado no dia 1º de junho aponta que a covid-19 já responde por 59,6% dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave. Os dados têm como base as informações inseridas no Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) até 30 de maio.

 O boletim da Fiocruz mostra também que no Brasil o cenário atual aponta que os casos notificados de SRAG, independentemente de presença de febre, encontram-se com sinal forte de crescimento nas tendências de longo prazo (últimas seis semanas) e de curto prazo (últimas três semanas). (Da redação portal Notícia de Limeira)

Compartilhe

Comentários

comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.