Acompanhante de paciente é preso em flagrante acusado de importunação sexual dentro de hospital de Limeira – Notícia de Limeira – JORNAL DE LIMEIRA

Compartilhe

 Duas funcionárias do hospital teriam sido vítimas do homem, que acabou preso

 Um homem de 47 anos foi preso no final da tarde desta quinta-feira (14) acusado de importunação sexual, em Limeira. Segundo informações registradas na Polícia Civil na noite de hoje (14), uma equipe da Polícia Militar foi acionada no hospital Hapvida, onde duas funcionárias relataram que o acusado, que estava de acompanhante de um paciente idoso, teria assediado sexualmente as referidas colaboradoras do hospital.

 Um dos assédios teria ocorrido no final da tarde de hoje (14), quando a PM foi acionada até o hospital. Segundo uma das vítimas que é auxiliar de limpeza do hospital, de 36 anos, o crime teria ocorrido quando o acusado teria chegado por detrás dela, encostado nela e inserido a mão em direção ao pênis dele, seguindo de gemidos que ele emitia nos ouvidos da mulher. Uma outra mulher chegou a testemunhar os fatos.

 A vítima ainda disse que o acusado não chegou a expor seu órgão sexual, mas que teria inserido a mão dele em direção ao pênis dele, ao mesmo tempo que se aproximava das costas dela.

 Uma segunda vítima, de 29 anos, também compareceu ao Plantão Policial na noite desta quinta-feira (14) e contou que na última terça-feira (12) também teria sido assedia sexualmente. Segundo a vítima que é auxiliar de laboratório do hospital Hapvida, na terça-feira (12), por volta das 11h40, ela precisou realizar um exame de urgência em um paciente e foi até o quarto, onde estava o mesmo acusado de 47 anos. O paciente que ele acompanhava não responde e no momento que a auxiliar de laboratório estava no quarto, o acusado fazia a barba do paciente.

 Enquanto a vítima colhia exame de sangue do paciente, o acusado teria levantado da poltrona, segurado no braço da mulher e levado até a calça dele, na região do pênis e teria dito “você é a mina hein”. A auxiliar disse que ficou muito assustada e reportou o fato para sua supervisora, a qual teria indicado para ela ir até a delegacia, porém ela precisava buscar sua filha na escola e não conseguiu ir. Hoje (14) ela tomou conhecimento de que a outra funcionária também havia sido assediada pelo mesmo homem e foi até a delegacia junto com sua companheira de trabalho.

 Após o registro da ocorrência, o acusado permaneceu preso e foi recolhido à carceragem. (Cauê Pixitelli)

Compartilhe

Comentários

comentários

Compartilhe isso: