eJornais

Catálogo de Jornais no mundo, Notícias, Blog e Esportes ao vivo

NOTICIAS

Prefeitura lança inovador programa Sandbox durante o Fórum Sorocaba 2050 – Agência de Notícias

A Prefeitura de Sorocaba lançou, por meio do Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS), o inovador programa “Sandbox Sorocaba”. O ato oficial aconteceu durante a abertura do “Fórum Sorocaba 2050 – Construímos hoje a Sorocaba do amanhã”, na noite de segunda-feira (17), no auditório do PTS, reunindo um público de mais de mil pessoas, entre autoridades, especialistas de diversas áreas, pesquisadores, gestores públicos, empresários, empreendedores e estudantes de toda a Região Metropolitana de Sorocaba (RMS).

Na ocasião, estiveram presentes o vice-governador do Estado de São Paulo, Felício Ramuth; do prefeito de Sorocaba e presidente da RMS, Rodrigo Manga, acompanhado da primeira-dama, Sirlange Frate Maganhato; do vice-prefeito de Sorocaba, Fernando Martins da Costa Neto; do presidente do PTS, Nelson Cancellara; da coordenadora do CADI, Jessica Pedrosa; de secretários municipais de Sorocaba; do prefeito da cidade de Alumínio, Antônio Piassentini, o Bimbão; de Capela do Alto, Kéke Gonçalves; do vice-prefeito de Salto, Edmilson Santos; dos deputados estaduais Vitão do Cachorrão e Sebastião Santos; dos vereadores Ítalo Moreira, Fábio Simoa e Iara Bernardi; do diretor-adjunto da Agência Metropolitana de Sorocaba (Agem), Octávio Christófano, e da assessora técnica da instituição, Sandra Lanças. Entre o público participante, ainda prestigiou o evento o cônsul e adido comercial da Malásia em São Paulo, Adli Haikal Abdul Hanib, e o assessor comercial daquele país, Kossi Telou.

Sandbox é o nome dado a um ambiente isolado para testes, voltado a programadores e desenvolvedores, e que permite testar novos programas, aplicativos e plataformas digitais com segurança. O objetivo é permitir que  empresas e startups de Sorocaba e região possam contar com esse suporte durante todo o processo de desenvolvimento de produtos e serviços inovadores, criados dentro do contexto de cidades inteligentes, sendo que o Poder Público, por meio do Parque Tecnológico, atuará como gestor dessas pesquisas.

Em Sorocaba, o projeto foi criado por meio da Lei nº 12.682, de novembro de 2022, de autoria do vereador Ítalo Moreira, e regulamentado pelo Decreto 27.727, de 10 de abril de 2023, assinado pelo Executivo. O ato oficial de assinatura do programa Sandbox contou com a participação do prefeito Rodrigo Manga, do presidente do Parque Tecnológico, Nelson Cancellara, e do vereador Ítalo Moreira.

O Sandbox é uma nova abordagem experimental destinada a fomentar a inovação em atividades regulamentadas, implementado no Brasil a partir do Marco Legal das Startups (Lei Complementar n° 182/21). Sob a gestão da Prefeitura e do Parque Tecnológico de Sorocaba, a iniciativa autoriza, de forma experimental, o teste de processos, procedimentos, serviços ou produtos, estimulando a inovação científica, tecnológica e empreendedora no município.

“Nosso objetivo é proporcionar os recursos, de forma legal, para que Sorocaba avance, cada vez mais, como um polo inovador em nossa região. Esse projeto, agora regulamentado, abraça uma ideia do Legislativo que está em sintonia com o desenvolvimento da cidade apoiado em mais conhecimento e que estimula o surgimento de novas tecnologias”, afirma o prefeito Rodrigo Manga.

Nelson Cancelara, presidente do Parque Tecnológico, também ressalta a relevância dessa iniciativa. “Com o lançamento do Sandbox, Sorocaba passa a ter condições técnicas para apoiar, ainda mais, a criação de soluções tecnológicas voltadas à ampliação de negócios nessa área e, sobretudo, à qualidade de vida das pessoas”, ele acrescenta.

A Sorocaba do futuro

O “Fórum Sorocaba 2050 – Construímos hoje a Sorocaba do amanhã” constituiu o cenário perfeito para o lançamento do Sandbox. Isso porque o evento teve o objetivo de promover um amplo debate acerca das questões socioambientais e tecnológicas que permeiam as mais variadas áreas do conhecimento e que contribuam na implantação de políticas públicas para a construção de cidades inteligentes e preparadas para o futuro.

“Sorocaba é uma parceira do Estado muito importante e tem cumprido seu papel para o desenvolvimento do município e região. Temos um diálogo aberto e tenho a certeza de que vamos poder colaborar muito com o município em vários projetos voltados para a questão de cidades inteligentes”, adiantou o vice-governador do Estado de São Paulo, Felício Ramuth.

O evento ofereceu ao público 13 diferentes painéis, com dezenas de especialistas e mediadores, tendo também várias instituições e grandes empresas como expositores.

No primeiro dia, houve, ainda, as apresentações do representante do Instituto Áquila, Thiago Brandão, que falou sobre como é realizada a pesquisa para o IGMA (Índice de Gestão Municipal), base do “Prêmio Band Cidades Excelentes”, e do representante da TV Bandeirantes, o apresentador e gerente de jornalismo Valter Sena, que também falou sobre a relevância da pesquisa e de avaliar as melhores gestões municipais em todo o País, como já ocorreu com Sorocaba, vencedora, nos dois últimos anos, do prêmio na categoria Melhor Gestão Municipal para cidades acima de 500 mil habitantes.

Painéis simultâneos

Ao longo de toda a terça-feira (18), o evento foi aberto ao público e proporcionou ao público uma série de palestras simultâneas, em diferentes painéis temáticos, com conteúdos que discutiram, na prática, a implantação de soluções inovadoras nas várias dimensões das cidades inteligentes, criativas, sustentáveis, humanizadas e inovadoras. Para acompanhar as palestras, o público pode contar com a utilização de dispositivos tecnológicos de áudio, que permitiram, a partir de um simples toque, ouvir o som de cada palestra, escolhendo, a cada momento, o assunto de sua

preferência. Os painéis temáticos debatidos foram: “Normas e Mecanismos de Aferição de Cidades Sustentáveis, Inteligentes e Resilientes”; “Metodologia para Construção de Smart Cities”; “Cases de Sucesso de Cidades Inteligentes”; “Financiamento para Investimentos”; “A Comunicação do Futuro”; “Mobilidade”; “Infraestrutura e Tecnologia de Telecomunicações”; “Segurança: Cases de Videomonitoramento e Muralha Eletrônica”; “Energia e Meio Ambiente”; “Smart Living – Cases de Loteamentos Inteligentes”; “Economia Circular, Empreendedorismo e Geração de Empregos”; “Saúde e Qualidade de Vida” e “Inovação Social, Cultural e Educacional”.

“A ideia é divulgar conhecimento que possa contribuir com a adoção e o aprimoramento de tecnologias capazes de melhorar todos os aspectos da vida nos municípios, por isso, os diversificados painéis, abrangendo os mais variados aspectos da vida nas cidades”, ressaltou a coordenadora do CADI, Jessica Pedrosa.

Ao final do evento, foi lida a carta aberta do Poder Público, iniciativa privada, instituições de ensino e instituições de ciência e tecnologia, referente aos temas tratados ao longo do fórum, comprometendo-se a desenvolver e implementar projetos e iniciativas alinhados ao conceito de Cidades Inteligentes até 2050. A ideia é adotar, como pilares dessa transformação, as normas internacionalmente conhecidas e aprovadas, além dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU (Organização das Nações Unidas), tendo como prioridade o interesse público e o bem-estar dos cidadãos, promovendo a melhoria da qualidade de vida de todos.

Todo o conteúdo da cerimônia de abertura do evento, das variadas palestras e a série de entrevistas exclusivas com especialistas e convidados participantes do Fórum Sorocaba 2050 estará disponível no canal da Prefeitura de Sorocaba no YouTube, além de no site (www.sorocaba.sp.govbr) e nas mídias sociais (@prefeituradesorocaba).

Fotos: Michelle Alves/Secom.