Captur ou Duster: qual comprar?

Quem está procurando um SUV e decide comprar da marca francesa, com certeza terá a difícil escolha entre o Renault Captur e Duster. Há diferenças é claro, um entrega algo a mais ali, o outro consegue oferecer atributos melhores, isso sem dúvidas. Mas a grande diferença entre os dois está no preço.

Disponíveis em três versões, o Captur tem preços a partir de R$142.990, chegando a R$156.290 na versão topo de linha. Já o Duster pode ser encontrado em cinco versões a partir de R$102.290 até R$138.790 na versão mais completa.

A seguir mostraremos os pontos que os SUVs da Renault se diferem, para que você tenha convicção na hora da compra. Acompanhe a leitura!

Design e espaço interno

Para os que prezam por um visual externo com linhas mais esportivas e imponentes, o Renault Captur deve agradar mais.

Ele é sem dúvidas muito bonito, com grades frontais quadrada e robusta, algo que foi feito com exclusividade para o Brasil. Além de para-choque bem estiloso e LED diurno em C. Na traseira tem a régua da placa na cor da carroceria e o escrito TCe.

Se no exterior o novo Captur esbanja sofisticação, no interior nem tanto. Foram feitas mudanças importantes, mas ainda estão abaixo do Duster que tem acabamentos e materiais melhores.

Outro ponto a favor do Duster é o espaço interno. Ele tem 4,37 m de comprimento, 1,83 m de largura, 1,69 m de altura e 2,67 m de entre-eixos. O porta-malas comporta até 475.

Enquanto o irmão Captur possui 4,37 m de comprimento, 1,81 m de largura, 1,61 m de altura e  2,67 m de entre-eixos. O porta-malas é bastante generoso, são 437 litros, mas menor do que o do Duster.

Conjunto mecânico

Nesse quesito o ponto vai para o Renault Captur. A junção do motor 1.3 turbo TCe e transmissão CVT é um dos melhores do mercado. Esse motor de quatro cilindros turbo, desempenha 170 cavalos e 27,5 kgfm de torque.  É um salto frente aos 120 cavalos e 16,2 kgfm do 1.6 SCe que está presente em todas as versões do Duster, a exceção fica por conta da variante “Iconic TCe” que traz o mesmo motor.

Tecnologia e equipamentos

O modelo 2022 do Captur traz alguns truques a mais que o Duster, como o sistema de quatro câmeras, uma na dianteira, uma na traseira e uma em cada lateral. Não formam uma visão 360°, mas já é algo que ajuda muito nas manobras.

O Captur Iconic também tem chave presencial com abertura e travamento por aproximação, mas com a possibilidade de ligar o motor remotamente, recurso ausente no Duster. No restante, os dois carros seguem com lista semelhante: ar-condicionado automático, sensor de ponto cego, quatro airbags, câmera de ré e bancos revestidos em couro.

Há ainda vidros elétricos nas quatro portas, comandos de som satélite, luzes de neblina, monitoramento de pressão dos pneus, sistema de som Bose, retrovisores elétricos com rebatimento, start-stop, sensor de chuva e farol. A central multimídia traz Android Auto e Apple CarPlay com conexão por fio.

O veredicto

O Captur entrega um motor melhor em todas as versões e tem alguns equipamentos e acessórios melhores, mas não justifica a diferença de preços quando comparado ao Duster, que traz dimensões maiores e espaço e acabamento interno melhores. Se for optar por um, fique com o Renault Duster.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.